Gol libera o Wi-Fi durante os voos



  

A companhia aérea Gol está oferecendo Wi-Fi a bordo de suas aeronaves.

Hoje em dia ficar sem acessar a internet para muitas pessoas é um grande sacrifício. Infelizmente não é em todo lugar que se pode contar com Wi-Fi liberado. Um exemplo é a bordo de aviões, pois não é um lugar comum para conexões. Porém, a Gol companhia aérea está oferecendo esse serviço a bordo de suas aeronaves. A novidade teve início no dia 04 de outubro, a partir de então os clientes Gol finalmente poderão contar com essa regalia. E o melhor, sem pagar nada pelo serviço pelo período de um ano.

Ao que tudo indica a Gol não será a única companhia aérea a oferecer a seus clientes serviço de internet. Há quinze dias a companhia aérea Avianca também anunciou que o Wi-Fi estará liberado a bordo, por enquanto como caráter experimental.

O primeiro voo da Gol em que o serviço estava liberado partiu do aeroporto de Congonhas (SP) destinado a Brasília, marcando a história da companhia, que disponibilizará o serviço de Wi-Fi em toda frota, que conta hoje com o número de 137 aeronaves. A estimativa da empresa é que até o mês de outubro de 2018 todos os seus aviões estejam equipados com o Wi-Fi.





A princípio a previsão é de que o serviço seja gratuito nos primeiros seis meses. Após esse período os passageiros terão que pagar pelo benefício. Porém ainda não se sabe a forma que se dará a cobrança pelo serviço. Mas, a empresa acredita que não haverá problemas ou reclamações, baseando-se no fato de que a maioria das pessoas está sempre conectada a internet e dessa forma não terão objeções em pagar pelo serviço.

Com o serviço de Wi-Fi a bordo, os passageiros terão acesso as redes sociais, vários sites, e-mail e o tão usado aplicativo WhatsApp. Além disso, segundo a empresa, a partir do dia 20 de outubro estarão incluídos na plataforma, desenhos, entretenimento, filmes, seriados entre outros.

Tanta tecnologia e conectividade foram possíveis através da instalação de um moderno sistema via satélite na aeronave. A instalação foi realizada em Miami, por uma empresa que já trabalhou com outras companhias aéreas. Depois de instalado o avião só pode levantar voo apos uma liberação da Agência Nacional de Aviação Civil.

Por Sirlene Montes



Compartilhar:

Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *